Turnos Recentes

De regresso por uns minut...

Entre papeis...

Do Natal ao Ano Novo

Bom Natal...

Uma manhã caótica ....

Força de vontade

Medicina ou infecto conta...

As melhoras são boas de v...

In love

Desorientações à parte...

Turnos passados

Abril 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Web Counter
Free Counter
Quinta-feira, 31 de Maio de 2007

Dia pós greve...

Ok... já posso dizer o que se faz num dia de greve em enfermagem... preparados? Então cá vai: o mesmo de quando não há greve!!

Pois, este facto fez-me pensar uma coisa ou melhor, constatar uma coisa: é certo que não há emprego para enfermagem, mas é ainda mais certo que há falta de enfermeiros em muitos serviços (nomeadamente o meu)... num dia de greve em que devia fazer os mínimos, fiz exactamente o mesmo que noutra tarde qualquer, o que me fez verificar que, com o numero de enfermeiros existente no meu serviço, só nos é possível fazer, no dia a dia, os mínimos !!!  É triste, mas é verdade... 

Minha gente, não entrem em enfermagem só porque há vagas e porque toda a gente acha (e  com razão) que há muita falta. No entanto no nosso governo falta não é sinonimo de vagas para emprego em enfermagem...  o que se traduz em muitos enfermeiros licenciados a trabalhar em caixas do pingo doce (nada contra esta ocupação!) ou a ganhar 400eur por mês...

Que dizer mais da minha tarde de greve... a maior diferença foram as notas de enfermagem... em vez de escrever TUDO o que se passou no turno escreve-se apenas " O Sr H encontra-se sem alterações do seu estado geral. Em greve, a prestar cuidados mínimos ." Bem, mais rápido de facto...  e foi isto...

Os familiares chegavam ao pé de nós para perguntar informações, mas quando viam o autocolante "Em greve, eu aderi!" iam embora já sabendo que informações não eram cuidados mínimos. Bem, se me tivessem perguntado informações, será que ia conseguir dizer "ah hoje não posso, estou de greve!"? naaaaa ....

Bem, hoje faço noite... já estou a imaginar... a hora das desorientações...

Ah, ontem fiquei feliz pois um senhor que esteve bem malzinho teve alta... ia a andar e tudo! É sempre bom poder ver as pessoas a irem para as suas vidas do dia a dia recuperadas, principalmente quando a vida delas esteve por um fio!!! Weee ... fiquei feliz!

 

Beijos e abraços!!

 

Shore

Sinto-me: Nos minimos...
Música: The fray - Look after you


Quarta-feira, 30 de Maio de 2007

De GrEvE!

 

Stairs II

Não, não é de greve para escrever no blog...  é mesmo a greve geral que é hoje o assunto do dia!!!

Sim, vou aderir a greve... no entanto fui sorteada para fazer serviço mínimo durante a tarde! Pois, não se podem deixar os doentes sozinho não é verdade....

Mas num internamento, o que são os serviços mínimos?

Bem... eu também não sei muito muito bem, na medida em que nunca prestei serviços mínimos , apesar desta ser a segunda greve a que adiro. No entanto, a ideia de mínimo que tenho é que sejam os serviços que não coloquem em risco a vida das pessoas internadas...logo, medicação, situações de urgência, avaliação de sinais vitais (apenas á s pessoas que se encontram mais descompensadas)... e pouco mais! Nestes dias não há banhinhos, não se fazem pensos, apenas se posicionam as pessoas com alto risco de ulcera de pressão ... de resto... "estou em greve"! Mas verdade seja dita... não sei se no meio de tudo serei capaz de negar seja o que for a um doente se ele mo pedir!!!  Se calhar o problema é meu, porque se eu fizer o que me pedirem não demonstra o sentido da greve.

Greve, para mim, é um modo de demonstrar o descontentamento dos trabalhadores em relação ao governo em vigor e á s leis que este quer aprovar (ou que já aprovou). Ao fazermos greve as pessoas (e o governo) têm a noção da importância da nossa classe nos cuidados de saúde. Bem se viu hoje que foram os enfermeiros e administrativos os que mais aderiram à greve o que fez com que muitas cirurgias, consultas e atendimentos médicos não fossem efectuados... Ah, afinal faz falta!!!

 

Voltando ao meu dia a dia ...  para variar...estou cansadíssima !! Fiz ontem a minha 3ª manhã seguida o que me deixa mesmo KO ! As manhãs são os turnos mais cansativos, primeiro porque, parecendo que não, os cuidados de higiene exigem muito esforço físico, porque além de mudarmos frequentemente as pessoas de posição, ajudamo-los a levantar para um cadeirão. Quando as pessoas não têm força nas pernas somos nós que temos de fazer a força toda por eles para os transferir de um local para o outro!!! No meio de tudo isto, temos os pensos todos para fazer (há pessoas que têm tantas tantas feridas que demoramos cerca de 1h para fazer os pensos todos!!!). Como é de manhã que todos os médicos estão no serviço, é também de manhã que eles se lembram de fazer tudo e mais alguma coisa: colher sangue, algaliar, entubar, colocar sondas rectais, colocar cateteres centrais...enfim... já no meio da azáfama da manhã acrescentam-se todas as outras intervenções. Por isso é que a manhã é cansativa!!!

Na tarde as coisas acalmam mais um pouco... continuamos a ter de posicionar os doentes mais dependentes, vemos os sinais vitais de todos, administramos a medicação, apoiamos os familiares (pois a hora da visita situa-se maioritariamente na parte da tarde), damos as informações que podemos, mas mesmo assim é mais calmo que a manhã (mas nem sempre....).

 

Vi agora algo que me deixou boquiaberta... já ouviram falar daquele novo programa na Holanda, em que doentes terminais, num programa em directo, escolhem, de entre 3 pessoas, a quem doar os seus órgãos?!  Então, não terá de ser uma decisão clínica , multidisciplinar, de acordo com as probabilidades de sobrevivência de cada um e de acordo com quem tem maior urgência em receber o órgão ? Bem... pelos vistos deve ser de acordo com quem tem a vida mais comovente...enfim!!!

 

Vou agora relaxar um pouco antes de voltar ao trabalhinho... beijos e abraços!!!

Sinto-me: em greve!
Música: BSO Anatomia de GreY


Domingo, 27 de Maio de 2007

E quem não se quer tratar?!

Já passou mais um turno! Uffff...

Infelizmente tive razão ontem... quando cheguei ao serviço o Sr já tinha falecido. Aliás... além dele tinha falecido outro senhor tambem... Que onda negra!!! Uma vez li num blog que haviam certas camas que quando um doente lá estava acabava por falecer (o que, de facto, acontece frequentemente!!). Pois no meu serviço o que acontece também é que quando morre alguém, geralmente morrem sempre mais 2 pessoas...  é um ciclo de 3!! Pois... só em pouco tempo já vao em 5!! Se nos tais ciclos de 3... falta um! Minha nossa... espero que o ciclo de quebre!!!

Um turno de fim de semana é mais calminho!!! Fez-se tudo com mais calma, as pessoas (doentes) parece que até estavam todos melhorzitos...  o máximo!!

Hoje deu entrada um sr com DPOC e já tinha tido neoplasia do pulmão. O sr até estava bemzito, embora as saturaçoes do oxigenio baixassem até ao 80% quando estava sem mascara de oxigénio. O homem entrou, até o ajudei nos cuidados de higiene na camita e tudo... enfim, cheio de falta de ar!! Não é que lá pela hora de almoço dou com o homem no meio do corredor, de maço de tabaco no bolso a preparar-se para ir fumar p WC... vejam lá se acham isto normal!?! Uma pessoa internada por falta de ar... com neoplasia do pulmão (já tinha sido operado e tudo) e quando se está a tratar... vai estragar tudo e fumar!!! Fiquei mesmo chateada... que raios, mas em que esta gente pensa??! Ok, é um vicio... logo é dificil ceder á "tentação", mas nem doente??! Ok, o homem era consciente, orientando e independente... tem o poder de tomar as suas decisões e de fazer o que entender com a sua saúde. Eu fiz a minha parte, que foi voltar a explicar-lhe o que suponho que ele já sabia "que fumar piora o estado pulmonar, que não vai melhor se continuar a fumar!!!" . Então o homem chama o INEM porque está aflito, e assim que se apanha no hospital faz isso? Estou mesmo a ver os médicos a saberem disto e a darem-lhe alta. Se não se quer curar, não está a fazer nada no hospital!!!

Amanhã, outra vez manhã! Ui, manhã de 2a é caótico.. nunca há material, nem soros, nem lençois, nem camisas...enfim... parece a 2a Guerra Mundial!!!  Mas lá vou eu... combater!!!

 

Em  meus Olhos !!!

 (De Lucas Matos)

 

Sinto-me: meio meio... =p
Música: Snow Patrol - In my arms


Sábado, 26 de Maio de 2007

Cansada... cansada...

Cá venho eu mais um dia... hoje estou mesmo cansada...parece ser esse o meu estado ultimamente... o serviço tem andado de mais, e cada vez há menos enfermeiros por turno!!

Fazer 16 horas vai sendo mais cansativo... parece que ando km   por dia!!!! (ai as varizes...!).

 

Bem, ontem quando cheguei já não estava lá o Sr de quem me despedi na 5a ... faleceu na tarde, cerca das 18horas ... enfim... parece que estas histórias nunca acabam, que se estão sempre a repetir...  chega a uma altura que começa a ser difícil tanto contacto com estas despedidas de pessoas que mal conhecemos. O mais estranho é isso...são pessoas que mal conheço!!  Hoje estive de folga, mas quase que adivinho que amanhã de manhã quando voltar ao serviço mais outro senhor nos terá abandonado!!!

Ontem durante a tarde tive de transferir 2 doentes para a UCI ... que stress... stresso-me tanto!! A médica só gritava "transfiram-no ou ele pára!!!"... que stress... felizmente correu tudo bem e fiz maratona a levar os doentes para a UCI . Vamos lá ver se vai correr tudo bem com eles!!!

 

As 6as feiras no meu serviço são um caos... é o dia das altas... quando ninguém espera " o sr da cama 2, 5 , 9, 12, 25 têm alta" - dizem os senhores doutores... e lá vamos nós tratar do transporte, falar com a família , contactar os centros de saúde se necessário, arranjar os doentes, as parte burocráticas...enfim...uma correria, pois os doentitos querem é sair dali bem depressa.

É verdade que alguns doentes até se fazem mais doentes na hora da alta... muitos não têm para onde ir... moram em pensões, pedem na rua para comer.. e ali têm tudo! É compreensível, no entanto é impossível manter ali pessoas muito tempo. Até porque, ás 6as , o chefe do serviço trata logo de "mandar" metade dos doentes para casa.

 

Por hoje fico por aqui... estou mesmo muiiiito cansada!!! Beijos e Abraços e obrigado a todos os que comentaram! De facto adoro o que faço, gostava sempre de fazer mais... nem sempre faço tudo bem...sou enfermeira há pouco tempo, ainda aprendo muito...com os outros, com os livros e com os erros... 

 

Cada traço que desenho...

(autor: Mariah)

Sinto-me: Com sonito!
Música: Linkin park - what i've done


Quinta-feira, 24 de Maio de 2007

Na hora do adeus...que dizer?

Mais uma manhã.. e oh que manhã!!!

Custou-me tanto levantar cedo.... quase me arrastei até ao  hospital!!!  Se estou cansada hoje, amanhã nem quero imaginar. Vou fazer outra vez 16 horas seguidas.

Hoje fiquei furibunda com uma colega minha... é das que faz os mínimos e quase menos que isso... não ajuda em nada nem que veja as colegas atrapalhadas!!!  Eu não consigo... não consigo ver as minhas colegas a andar de um lado para o outro, ainda banhitos para dar, pensos para fazer e tal...  e ir sentar-me a ler a Nova Gente...Eh pah ... desculpem colegas enfermeiros estar a passar esta imagem da enfermagem, mas a verdade é que há colegas que nãoooo nasceram para ser enfermeiras! Eu tenho medo de lhe pedir ajuda... ela ás vezes engana-se na medicação, inventa sinais vitais ... já viram isto?! Só me apetece fazer queixa... afinal ela pode por em causa a saúde das outras pessoas, mas penso que as pessoas que deviam fazer algo têm conhecimento de algumas "asneiras" ....

Bem, continua tudo tolo com a situação da minha colega ... agora é esperar a ver se ficou infectada não é verdade... a probabilidade é brutal... enfim... mas ao menos já toma medicação.

 

Primeiro as boas noticias, A Srª I (aquela senhora que foi re - internada muito malzito ...) está bem melhor!!! Já ajuda mais nos posicionamentos na cama, já não come pela sonda, já diz algumas piadas.... bem, está melhorzita!!!  Vamos lá ver como vai ser a continuação...

As minhas colegas da noite estavam estafadas...  tiveram uma noite horrível (pior que a minha!), tudo porque está lá internada uma senhora alcoólica que, quando está em abstinência, fica completamente desorientada, agressiva, verborreica (fala, fala, fala....), e com coprolalia (só diz asneiras). A senhora causou o caos na sua enfermaria , tendo quase provocado enfartes do miocárdio ás restante colegas de quanto... a única que não se apercebeu na balbúrdia foi uma senhora que acabou por falecer as  5h da manhã, mas que mesmo assim ainda foi atingida pela "loucura". A senhora F (que estava em abstinência alcoólica ), começou a ouvir vozes e a ver homens; achou que a doente da cama 3 era o seu marido e atirou-se a ela com unhas e dentes, fazendo a senhora levantar-se e correr pelo serviço! As minhas colegas mais os 2 auxiliares bem tantaram segurar a senhora F , mas parece que lhe nasciam forças. Só dizia asneiras, chamava-lhes tudo o que se consigam recordar que pode ofender alguem, bateu-lhes, sabendo perfeitamente onde atingir homens e mulheres! Resultado...fez milhentas medicaçoes para acalmar (metade pareciam água para ela...ou seja, não fazia efeito nenhum) e teve de ficar super hiper mega imobilizada na cama!!! Imaginem lá o drama familiar desta mulher... o marido dela tem de conviver com ela a ter estas desorientações frquentemente...e a vida social, como será? E a dificuldade que é manter a humanidade desta mulher? Quem é que se pode sentir digno preso como um "cristo" á cama?...  é dose... !!!

Na manhã a senhora esteve mais calma... colocaram-na num quarto sozinha para não ter tantos estimulos externos para a exaltar!

Hoje tive um doente que não sei se estará lá quando for trabalhar amanhã... piorou num ápice... e da confusão mental passou para uma prostaçao sem retorno...  patologia neoplasica avançada, figado quase inexistente... e está traçado o prgnostico!

A familia chegou e a esposa nem queria acreditar "que ia ficar sem o querido companheiro"! Dizia-me ela de lágrima nos olhos... olhando para ele e para mim como se eu conseguisse fazer mais do que dar-lhe conforto... Ela disse-me que algum tempo antes do internamento ele a tinha chamado e sem nada o prever, a abraçou "tão tão forte como nunca antes" e lhe disse "minha queria esposa...minha amada desde há 50 anos... despede-te de mim...despede-te de mim para sempre porque eu vou embora e vou embora depressa!"

Enquanto a esposa contava esta situação os meus olhos humedeciam-se... 50 anos depois ainda havia aquele carinho, aquela amizade e companheirismo... o modo como ela falava do seu companheiro, de como ele era a vida dela e ela a dele...e  agora ela ia ficar só .... e que raio de previsão esta do seu marido que ainda antes de estar internado já sentia que ia partir? Há coisas que não se explicam...

Fiquei lá com a esposa do senhor...em silêncio... que dizia eu? Mas fiquei lá... a responder as suas questões práticas, a ouvir as retoricas... até que chegou a hora de ir embora e lá me despedi... dela e dele...

Por agora, despeço-me de vocês. Beijos e abraços. Obrigado pelos comentarios!

 

Yer Shadow Smiles at Me

(de Miguel Delgado)

 

 

Sinto-me: furibunda, triste, cansada...
Música: Nelly Furtado


Quarta-feira, 23 de Maio de 2007

Em pânico...

Estou em pânico!!!

A vida de enfermeiro é assim...risco constante!

Uma colega minha picou-se numa agulha usada!!!  Bolas, bolas, bolas (para não dizer umas quantas asneiras, que é o que apetece....). O Sr é HIV positivo e tem hepatite C...estão a ver??? Sabem o que isto pode significar?!?!?!

 

Ela está em pânico, eu estou em pânico...está tudo incrédulo!!! ...

 

As pressas da saída de vela... doentes a chamar....doentes a precisarem de ser aspirados... a minha colega (á pressa)  teve de  puncionar (colocar um novo cateter para o soro) áquele senhor... ele mexeu-se antes do que devia e ela picou-se ... nem quis acreditar..... está inconsolável!!!

Imaginem... eu nem imagino...eu nem sei o que sentia no lugar dela... se já agora sinto raiva, impotência, pânico, tristeza ... se fosse eu...nem sei....! Nem sei... !!! É preciso ter sempre extra atenção nestas coisas... há tantas maneiras de prevenir acidentes, mas há estes em que parece que o Diabo quis fazer das suas. Há alturas em que nem o cuidado redobrado é suficiente ... tem mesmo que acontecer! Mas para quê!?!?!? Desculpem lá, acho que nem sei como me exprimir em relação a isto. Não foi comigo e estou super nervosa... é a minha colega, mas pode acontecer a qualquer uma de nós...é só estar lá!!!

Sim, ás vezes há doentes infectados com tuberculose e nós nem sabemos...só posteriormente é que se diagnostica! Sim, há máscaras, mas ninguém passa o dia com máscaras pois doentes assim aparece 1 em 6meses...  além das tuberculoses, temos os doentes com infecçoes multi resistentes cuja transmissao pode ser pelo suor... ora imaginem... nós não sabemos logo, não é? E ás vezes estes doentes ou estão a cair, ou se amparam em nós ou precisam de um carinho na face...não consigo nem posso ir a correr colocar umas luvas ou uma bata para ele me tocar ou para lhe tocar!!! (quando não sabemos, porque quando sabemos os cuidados são diferentes... já temos o conhecimento não é?). É dificil....

 

Bem, a minha colega foi logo para a saúde do trabalho, fez analises e já vai iniciar os anti retrovirais... vamos lá ver como vai correr isto...

Estamos todos desorientados na equipa ... nem sabemos o que lhe dizer ... só espero que corra tudo bem...

 

# cronofobia

(autor: Marco Sousa)

Sinto-me: Em pânico, impotente, triste..


Terça-feira, 22 de Maio de 2007

E é na noite que tudo acontece....

Estou estafada... KO ... nem sei descrever ...

Não é novidade fazer 16 horas seguidas, mas 16 horas iguais ás de ontem.... pufff é de fugir!!!

Vamos lá ver se consigo dar uma panorâmica ... Fizemos turno a 3. Uma das minhas colegas está grávida , logo o trabalho pesado sobrou para mim e para a outra minha colega. Resultado: dores de costas!!!

Fiquei responsável por 9 doentinhos... homens e mulheres...

1. O Sr . G - tinha uma colonoscopia marcada para hoje de manhã...logo ontem durante o dia tinha de ingerir 3 litros de um liquido (SELG ) para ajudar a limpeza dos intestinos. Mas, e fazer com que o Sr . ingerisse os 3 litros? Foi um 1,5L e muito aldrabado...  por mais que explicasse e voltasse a explicar, por mais que insistisse para que o Sr ingerisse o SELG .... ele não queria e não queria... à noite tive de lhe fazer um enema de limpeza (clister), 2 litros no total... e a água de retorno saía sempre suja (quando devia sair água limpa). Logo, como o intestino ainda não estava em condições , lá fui eu logo ás 6h da manhã pedir licença ao Sr para lhe introduzir novamente o enema de limpeza... mais água de retorno suja, e no total introduzi 4 litros de água no intestino do Sr .... ele pouco se importando se chegasse ao exame e estivesse mal preparado..só reclamava que tinha fome!

 

2.  O Sr . C - este senhor está internado há bastante tempo... tem úlceras de pressão (ou escaras ) por todo o corpo... um pequeno toque é o suficiente para lhe provocar um sofrimento atroz e para ouvir um queixume agónico de 40 minutos... está a fazer medicação analgésica, a meu ver insuficiente. O que me custa não saber como mobilizar, não saber o que dizer ... diga-se que o Sr está em fase terminal... mas ontem a familiar perguntou-me como seria quando o levasse para casa... não perspectivo alta para este Sr ...não entendo como é que os médicos não comunicam com os familiares e porque razão não lhes dão a real noção do estado do doente...enfim...

Resumindo, este é um doente a quem se tem de fazer tudo... alimentar por sonda, mudar fralda, mudar as posições na cama, fazer massagem de conforto... tudo!! Ah, além de que está infectado com um "bichinho" multirresistente a antibiótico e nós (profissionais) só sabemos há 2 dias...

3. A Sr ª V - Meus Deus o desassossego que foi com esta senhora... est á completamente confusa!!! Mas de um modo que não se percebe! Tem de fazer oxigénio continuo por mascara facial , senão as saturações do oxigénio diminuem perigosamente para os 70% (o ideal é do 95% para cima), o que pode provocar uma série de complicações que nem vale a pena agora enumerar ! Mas a senhora, por mais que se explique e volte a explicar não quer fazer oxigénio nem por nada... resultado, fica ainda mais confusa...  Nestes casos é complicado administrar medicação para "acalmar" porque pode diminuir o centro respiratório (o que já é problema da doente), então , dado que a sr ª atenta contra a própria vida foi necessário imobilizá-la nos membros superiores... Só que a Srª parece o David Cooperfield! Sempre que voltávamos para perto dela já estava sem máscara, toda enrolada nos lençóis , sem fralda... e só não estava urinada porque tinha algália - que ela ia tentanto retirar também! Mas, ás 4 da manhã, depois de varias tentativas de levante (tivemos de a imobilizar também do tronco) a senhora resolver retirar o acesso do soro e evacuou na cama (porque tinha tirado a fralda). Resultado: pinturas rupestres de sangue e fezes pelas cama e pelo seu corpo, o que deu direito a cuidados de higiene completos... ás 4h da manhã!!!

Provavelmente o facto de ter imobilizado esta senhora pode ter ferido algumas susceptibilidades... é algo que detesto  e que faço só em ultimo recurso, quando a medicação não faz efeito ou não pode ser aplicada e quando os doentes podem por em perigo a sua saúde. Ou imobilizava a Sra ou fica ali de guarda a noite toda... e tendo em conta os restantes 25 doentes, não me parece viável ...

 

4. O Sr . M - outro doentinho que necessita de ajuda total para tudo... e que para agravar está com diarreia...mas daquela que suja fralda, lençol, cama, camisa... é mudar a cama sempre que se muda a fralda...Ora se o sr está de diarreia, imaginem as vezes que mudei tudo!!!

 

5. O Sr . J - Durante o dia nem se dá por ele.. á noite pendura-se nas grades da cama, nuzinho e a urinar tudo!!! De facto à noite acontece de tudo... mais um para mudar a cama, lavar e voltar a vestir...

 

6. O Sr U - De dia... um santo... à noite tira todos os tubos que tem no corpo... nomeadamente a sonda da alimentação ....  toca a entubar ... não é agradável nem fácil...

 

7. A Sr ª A - Agravou-se o estado respiratório e as tensões começaram a aumentar... bipa-se a Dr: "perfusão de DNI " - o que significa avaliar tensões arteriais de hora a hora... ás vezes esquecem-se que estamos numa enfermaria, não numa UCI ... mas pronto...

 

8. A Sr ª C - Já se esperava...  nada havia a fazer...hemorragia interna brutal... 7h lá nos deixou a Sra C... não sei que comentar em relação a esta senhora ... é sempre a perda de uma vida... mas tanto sofrimento que existia ali... Fui eu que cuidei do corpo depois do falecimento. É mania minha, mas falei com ela como se estivesse viva... "vou levantar a cabeça, vou ter de colocar aqui umas ligaduras, vou virar para aqui e para acolá ... descanse em paz..."

 

9. Sr ª M - Dormiu...

 

E foram assim os "meus" 9 doentinhos...sem esquecer que existiam mais 19.... também com os seus problemas e desorientações ... aposto que esta manhã os senhores e senhoras estavam bem mais orientados, dormiram a manhã toda, não tiraram tubos nem se despiram ... de facto, é a noite que tudo acontece!!!! 

 

(Autor: José Martins)

Sinto-me: KO, desorientada...
Música: Snow Patrol - Chasing Cars


Segunda-feira, 21 de Maio de 2007

Sorrisos e cortinados...

No dia depois do meu clube ter ficado em segundo lugar (mas com mérito para muito mais ), ca estou eu a preparar-me para ir trabalhar 16horas seguidas...consequência de trocas de turnos para ter umas folguitas nos dias que quero. Sim, é mais cansativo e, logo, há maior probabilidade de existirem mais erros.. por isso a atenção tem de ser redobrada... mas existem vantagens, por exemplo, é mais fácil de planear as acções de enfermagem ao logo do dia e para o turno seguinte e acompanha-se o doente muito mais fácilmente...

A senhora de quem tenho falado nos ultimos dias (vou chamá-la de I.) está bem bem melhor!!! Ontem quis ouvir o relato de futebol... é benfiquista! E lá esteve ela a tarde toda de auricular nos ouvidos a dizer-me as novidades dos clubes! Ficámos as 2 resignadas pelas posiçoes dos nossos clubes, mas foi engraçado!! Ela já comunica mais, diz que já respira melhor sem oxigénio, mas ainda precisa de ajuda para se movimentar, ainda é alimentada por sonda nasogastrica (tubo que vai do nariz até ao estomago) e precisa de ajuda para mudar a fralda.O melhor de tudo...continua a sorrir para mim!!!

Uma noite destas, lá pelas 4h da manhã, as minhas colegas começaram a ouvir uns barulhos estranhos numa das enfermarias... e lá foram elas ver o que se passava! Foram encontrar uma doente de pé, em cima da cama (uma sorte não ter caído!!!). "Então minha senhora, que está a fazer em cima da cama?". Responde a senhora "Então não vê? Estou a pendurar cortinados..."... pois...as janelas do serviço bem que agradeciam uns belos enfeites, mas não ás 4h da manhã não é....

E é assim... vamos lá ver as aventuras e descompensações desta noite. Depois amanhã conto!

Beijos e Abraços!!

 

Papoilas

(De: Jovino Batista)

Sinto-me: Prestes a fazer 16 horas...
Música: James Morrison - You Give Me Something


Sábado, 19 de Maio de 2007

Entre a morte e a desorientação...

Ela sorriu... :) ela sorriu!!! A Sr ª re-internada ontem, sorriu para mim novamente... já valeu a pena o dia... é por estes pequenos momentos que vale a minha profissão!!! Ela não está melhor... receio mesmo que não vá melhorar como das outras vezes... As vezes não sei se me aproximo ou me afasto... se me aproximo sei que sofro, se me afasto é por defesa... mas não me interessa... se puder estarei sempre lá nos momentos do adeus, estarei lá para confortar o melhor que puder, mesmo que por vezes não consiga dizer nada... mas há gestos que valem por muitas acções!!!

Desde que trabalho já tive vários doentes que morreram, mas nunca consegui estar presente por muitas e varias razões... Sim, é verdade, infelizmente há pessoas que morrem sozinhas, mesmo rodeadas de gente, morrem sozinhas. Sinto que por vezes é falha nossa, mas também sei que nem sempre é culpa dos profissionais, mas do trabalho em si.

Não sei se têm noção... mas há turnos em que tenho à minha responsabilidade 10 a 11 doentes... há quem tenha mais, há quem faça noites responsável por mais de 20 doentes... e é muito difícil assim conseguir dar o acompanhamento necessário em todos os momentos... é difícil conversar com as pessoas.  Já imaginaram estar internados e não ter visitas? E as pessoas à vossa volta não terem 5 minutos para vos falar, sem ser para perguntar se têm dores, alguma queixa, ver as tensões arteriais e as temperaturas... imagino que deva ser muito deprimente ficar assim, por vezes, uma semana.   Frequentemente tento colocar-me no lugar da pessoa a quem presto cuidados, e por imaginar que seja assim tento ter um tempinho nos meus turnos para conversar um pouco, falar algo mais sem ser "o habitual". E aprende-se imenso...conhece-se pessoas com vidas espectaculares e enriquece mesmo muito. Só que este "tempinho" que tento ter é muito muito raro....há sempre imenso trabalho e bem... existem prioridades!!!

Ser enfermeiro é também um perigo... ontem um doente tentou morder a minha colega... ele pensava que estava na tropa e que o estávamos a obrigar a comer. Queria até levar-nos ao sindicato dele... pois é... o que vale é que a minha colega foi mais rápida e lá conseguiu retirar o braço a tempo!!! Depois o senhor começou a preparar-se para pontapear quem estivesse a frente... e tudo porque era hora de almoço e o senhor, que não comia desde o dia anterior, dizia que tinha fome mas que só comia o que bem lhe apetecia. Dizia "detesto sopa!!!", mas no dia anterior devorou 2 tigelas... é assim...uma pessoa desorientada por períodos ! Hoje o Sr estava bem mais calmo e orientado e lá voltou a devorar 2 tigelas de sopa! Quando em conversa com ele lhe dissemos: "Sabia que ontem tentou morder uma colega nossa?", ele responde muito admirado:" Eu? Não podia ser eu.... nem tenho dentes...!"... enfim...

Amanhã vou fazer tarde... as tardes são mais calmas... não há banhitos para dar (a não ser que um doente resolva fazer pinturas rupestres de fezes pelo seu corpo e pela cama), temos mais tempo para falar com os doentes, para fazer as coisas com calma...gosto das tardes! Fazer tarde tem a vantagem de não ter de me levantar cedo...o que melhora em 30% as minhas capacidades... ehehe ...adoro dormir! E é o que vou fazer agora... uma sestinha !! Bye ...

Beijos e Abraços!!

Eu Vou Mas Volto

(Obrigado Raul Alexandre - autor da foto).

Sinto-me: Cansadita...
Música: Michael Buble - Home


Sexta-feira, 18 de Maio de 2007

Após um turno da manhã...

Mais um turno passou...Hoje foi uma manhã...

Uma vantagem de ser enfermeira é que um turno nunca é igual a outro...porque há sempre situações novas, pessoas novas e cada pessoa é diferente da outra...há sempre muitas coisas em que podemos ficar a pensar e e bastantes situações insólitas para recordar!!!

O turno hoje foi calminho ... tem vindo a ser recorrente os turnos calmos, o que é bom... para mim e também para os doentinhos!

Como já disse ontem, trabalho numa medicina... o que poderá descrever mais ou menos assim:

 

  • Ha sempre muito para aprender  - pois aparece de tudooo !!Todos os tipos de patologias.
  • É "pesado" - isto é, os doentes são na sua maioria muito dependentes que precisam de ajuda para tudo! A palavra pesado vem do facto de sermos nós quem faz toda a "força" pelos doentes, ou seja...que os movimenta, transfere e posiciona... o que pesa também na nossa coluna!
  • Os doentes são maioritariamente idosos (media de idades...acima de 70 anos).
  • A taxa de mortalidade é maior que em outros serviços  (relacionado principalmente com o ponto anterior)

De momento não me lembro de mais nenhuma característica em especial sobre um serviço de Medicina. Tenho a ideia que, em geral, não é um serviço muito "reconhecido". Geralmente os profissionais só querem unidades de cuidados intensivos, cirurgias e especialidades.

 

Tenho que admitir que trabalhar numa Medicina é, como é que vou dizer isto sem ser mal interpretada... é frustrante, provoca um sentimento enorme de impotência! Passo a explicar!  Cerca de 97% dos doentes internados numa medicina, e dado que são idosos, têm um sem numero de patologias associadas a patologia de internamento; as razoes de internamento são , principalmente situações crónicas, que nunca têm cura, apenas melhorias... logo raramente temos "aquela" realizaçao  de ver um doente a sair saudavel. Geralmente, mantém-se doentes após a alta, foram internado por agravamento da sua patologia, mas ficam melhores, não bons!!! Por exemplo...numa cirurgia... uma basica... uma pessoal entra mal por apendicite...é operada, quando sai, vai para casa recuperada.

Felizmente existem os outros 3% dos doentes que nos conseguem dar o "gostinho" de ver alguem ir para casa a 100%! São os 3% que sabemos que não voltarao passado 1 ou 2 semanas por ter piorado novamente...

 

Por falar em reinternamento ... hoje queria partilhar uma situaçao do meu turno de hoje que foi a admissao de uma doente que tinha tido alta há 3 dias atrás... a senhora entrou por desidrataçao, encefalopatia hepatica (tem uma doença hepatica cronica) e diabetes  - cá estao as amigas crónicas!

Quando a sra saiu no inicio da semana, estava boazinha, ajudava bastante nas actividades da sua vida, era bem disposta, e tinhamos uma pela outra "aquela" empatia. Era bom entrar na sala dela e obter um sorriso enorme por me estar a ver!

Hoje quando ela entrou no serviço, não falou...mal abriu os olhos e quando me viu, percebi que me reconhceu...  mas não sorriu... não fez nada...está completamente prostada, dependente para tudo... custa tanto  ver uma "degradaçao" da saúde assim... Estou desejando que amanha quando chegar ao serviço ela ainda lá esteja...e desejo que amanha sorria para mim... é isto que custa nesta profissao, e que me vai sempre custar... ver as vidas a irem-se... ver tanta dor, sofrimento fisico e mental e sentirmo-nos completamente impotentes perante isso...

Infelizmente, isto é o dia a dia ali ... já conhecemos os doentes, porque são sempre os mesmo, com multiplos internamentos por agravamento das doenças... umas vezes vêm melhores, outras piores... outras vezes vêm e já não vão embora...

Uma pequena melhoria, é sem dúvida, uma grande conquista....

Dá que pensar, estes reinternamentos... serão apenas as patologias por serem crónicas...serão as femilias / cuidadores destes doentes, serão as altas precoces....?

 

Amanha é sábado...fim de semana para os demais...para os enfermeiros, não há fim de semana... há folgas, feriados e férias... amanhã, para mim, é mais um dia de trabalho!!! Folguita agora só 4a!!

Um abraço e um beijinho***

 

(obrigado Luz da Noite)

sopra

 

 

 

 

Sinto-me: Impotente...
Música: Linkin Park - What I've Done


Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


tags

todas as tags

Links

online
blogs SAPO

subscrever feeds