Turnos Recentes

De regresso por uns minut...

Entre papeis...

Do Natal ao Ano Novo

Bom Natal...

Uma manhã caótica ....

Força de vontade

Medicina ou infecto conta...

As melhoras são boas de v...

In love

Desorientações à parte...

Turnos passados

Abril 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Web Counter
Free Counter
Quinta-feira, 18 de Outubro de 2007

Desabafo...

Estou um pouco desiludida... sinto que me tenho afastado mais dos doentes e familia com medo de sofrer e de me entristecer, de me deprimir com tudo o que vejo a minha volta!!! Provavelmente é uma defesa... não sou fria, nem antipática percebem, mas afasto-me... como no caso que referi no post anterior! Isso, a meu ver, não é bom! Quer dizer, temos de saber manter alguma distância das coisas é certo, mas por outro lado penso que é bom estar ali e que as pessoas percebam que realmente nos importamos com elas e com o que elas sentem...

Tenho de reler este post muitas vezes para interiorizar que tenho de me continuar a esforçar para encarar os casos e estar realmente a apoiar as pessoas... preciso disso para me sentir mesmo bem no que faço... preciso dessa parte humana, e tenho medo de a perder para não me magoar a mim!! Tenho de pensar nos bons casos... casos como os que a SM (http://umdiavireienfermeira.blogspot.com/) refere no seu blog! Também tenho casos assim... tenho de me lembrar das pessoas que nada fazia prever que a vida lhes desse uma nova hipotese e após meses internadas sairam pelo seu próprio pé!! E a alegria de presenciarmos a retirada de uma algália, de uma sonda nasogástrica, do desprender do soro... do primeiro banho no WC e da primeira ida sozinho ao refeitório ou ao banho... é ver tudo com alegria nos olhos, como se voltassem a apanhar o sentido da vida novamente!!! É ver e estar presente... realmente presente sem medos que depois tudo corra mal e nos tenhamos envolvido de mais... porque não há mal chorar... há mal é ficarmos com tudo de mal cá dentro...

Obrigado por todos os comentários feitos e espero, mesmo mesmo mesmo... não perder a minha sensibilidade!!!

Beijo grande**

Sinto-me: Com medo de perder....
Música: James Morrison - You Give Me Something


Quinta-feira, 4 de Outubro de 2007

Com muito trabalho....

Bem, tenho estado ausente, é verdade, mas tenho adorado todos os comentários! :)

O serviço está o caos, completamente!!! Não sei o que se passa que há semanas que não há uma vagazinha sequer... muitos doentinhos dependentes, muitos doentinhos com ulceras de pressão (logo N pensos para fazer!).... enfim.... o caos!!!

Entrámos recentemente num dos ciclos da morte...sim, como falei há uns tempos ali os doentes morrem sempre em numero de três... e pronto, esta manhã já começou!

Era um senhor, ainda novo, com 50 e poucos anos, com neoplasia do pulmão que já estava metastizado para diversos orgãos como fígado, intestino... No inicio do internamento o senhor era independente, apesar de ter muitas dores, que lá íamos conseguindo aliviar com um sem numero de analgésicos. Mas, de um turno para o outro, deixou de ter forças, não consguia comer porque já nem tolerava a comida ...

A familia, em completa negação... os filhos eram super atenciosos com ele... mesmo quando ele estava confuso e agressivo...

Confesso que me afastei .... confesso que não fui uma enfermeira presente neste caso... não conseguia!!! Talvez porque pessoalmente hajam situações que agora me sensibilizam mais. Senti-me mal por não ser mais presente, não falar tanto com os familiares, não os apoiar... mas foi algo que reflecti posteriormente... e não conseguia que fosse de outro modo! Às vezes inconscientemente, peço-lhes desculpa. Provavelmente outras colegas minhas deram apoio aos familiares, porque eu não sou ali a supra suma no acompanhamento dos familiares!!! Mas estou a referir-me, pelo menos, aos dias em que fiquei responsável por ele... tinha esse dever!!! 

Bem... foi no espaço de menos de uma semana em que o senhor, que entrou a andar e a comer sozinho, ficou praticamente um vegetal.... parecia um peixe fora de agua a respirar... até fazia confusão!!! Mesmo a fazer oxigénio e morfina era mesmo sensibilizante olhar para o senhor... ele estava confuso... mesmo muito! Despia-se... tirava os acessos do soro, quando evacuava espalhava as fezes pelo corpo e cama... Alguns colegas chateavam-se com ele... oh, mas o senhor nem se apercebia do que fazia... sabe-se lá o que vê, pensa e sente alguém assim... 

E então...esta manhã o senhor serenou de vez e lá nos deixou mais à sua familia... Iniciou-se o ciclo. Faltam mais três, e infelizmente já estamos a desconfiar quem serão... Para não variar mais 2 casos de neoplasias em estado terminal... que nem a quimioterapia fez efeito...

 

Desculpem lá falar apenas de coisas tristes neste meu blog.... a profissão de enfermagem não tem apenas coisas tristes... há muitos sorrisos também... muitas pessoas que nos fazem crer que vale a pena... Feridas que curamos, articulações com lares em que as pessoas saem de lá com um sitio para comer e dormir...

 

Enfermagem é muito bonito... pena que não se dê o valor necessário!!

Beijos e Abraços.

 

Sinto-me: cansada....


Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


tags

todas as tags

Links

online
blogs SAPO

subscrever feeds