Turnos Recentes

Vicios e internamentos

Turnos passados

Abril 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Web Counter
Free Counter

Segunda-feira, 7 de Janeiro de 2008

Vicios e internamentos

Olá de novo... ainda tenho tempo de escrevinhar mais um post antes de ir para as minhas 16horas de trabalho...

Respondendo a um comentário do post anterior (da Lisa, obrigado!), de facto existem maneiras de saber se a pessoa se mantem a consumir drogas ou n...  e os médicos têm conhecimento destas desconfianças... o ideal é começar ali uma desentoxicação, o que nem sempre se verifica facil pois não temos as condições ideais! Provavelmente quando a sra tiver alta, e se for de seu acordo, irá ser referenciada a um centro e iniciar um programa de metadona, por exemplo... Confesso que o que se costuma fazer nestas situações ainda me é um pouco desconhecido... mas depois logo me vou informar!!!

Lógico que já a confrontámos com a questão... já lhe perguntámos se ela continuava a consumir, porque percebemos que o vício e as sequelas fisicas da "ressaca" são dificeis de suportar e que provavelmente ela poderia não resistir e voltar a consumir... ela disse que não. Mas mesmo assim nós dissemos que tinhamos a medicação necessária para colmatar os sintomas da abstinência, e que essa medicação teria menos interacções com outra medicação que administramos para a pneumonia, do que as drogas. Dissemos que algumas interacções entre a droga e a nossa medicação pode ser mortal e por essa razão lhe pedimos para não consumir... e que se verificássemos que ela consumia teria imediatamente alta...

 

Quando se fala em vicios, recordo-me do vicio do tabaco... e infelizmente a grande maioria dos doentes internados ou são ou foram fumadores (um dos factores de risco para doenças cardíacas e pulmonares, que é o que mais se encontra...).

Quando as pessoas internadas são independentes, deambulam pelo serviço e inclusivamente podem sair para o pátio, e aí aproveitam para fumar... então as pessoas estão internadas, muitas vezes com pneumonias, doenças cardiacas e pulmonares e vão fumar!? Está bem que e um vicio, mas as pessoas estão em tratamento!!! Falavamos com os médicos, porque muitas vezes os doentes não ligavam ao que as enfermeiras explicavam sobre a contradição que é estar doente e fumar, mas muitos médicos respondem que ali não vamos conseguir fazer com que as pessoas deixem de fumar e não há nada a fazer... Ok...é verdade.... num internamento as pessoas ainda andam mais nervosas e se começarem desentoxicação do tabaco esse nervosismos aumentaria... e também é verdade que se as pessoas são conscientes e orientadas e se decidem fumar mesmo depois de lhe ser explicados os maleficios que isso acarreta para a sua recuperação, isso já é decisão delas... não podemos fazer mais nada...

E assim, existem N pessoas internadas que saem do serviço e vão fumar...

 

 

 

 

(foto retirada de http://migueldias.blogs.sapo.pt/2007/08/)

 

Bem, e agora vou trabalhar... beijos e abraços para todos**

Sinto-me: Vicios...


Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


tags

todas as tags

Links

online
blogs SAPO

subscrever feeds