Turnos Recentes

Entradas, altas, mortes e...

Sorrisos e cortinados...

Entre a morte e a desorie...

Turnos passados

Abril 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007


Terça-feira, 5 de Junho de 2007

Entradas, altas, mortes e ecolálias...

Depois de muitos turnos passados lá consgui vir escrever umas palavras no blog!

Vou ter uns turnos marados esta semana... vou fazer três vezes 16horas... nem quero imaginar! Mas as trocas são assim e vão-me render uns 6 dias de folga!  

Lá no serviço mantém-se o habitual...muito trabalho, muitas altas, muitas entradas...

Ontem aquele senhor que tinhas muitas úlceras de pressão e que se queixava muiiiito teve alta para o lar. A familia não tinha condições fisicas e psicológicas para o levar para casa. Fiquei, de facto, admirada com a alta deste senhor, mas os médicos disseram que não havia mais a fazer... ele ja tinha feito  5 tipos de antibiótico no mês e meio que esteve internado (nem quero imaginar aqueles rins!!!). Soa-me que, das duas uma: ou o senhor é reinternado nas próximas 2 semanas (por infecçao respiratória ou sepsis) ou entao nunca mais ouvimos falar dele porque provavelmente morreu...

Por falar em morte, o que me parece cada vez mais recorrente naquele serviço, na outra noite que fiz faleceu uma senhora. Ela já tinha antecedentes de neoplasia do colón e uma infecção respiratória muito grave. Felizmente os familiares apoiaram e acompanharam bastante a senhora de 85 anos nos ultimos momentos de vida...estavam sempre muito disponíveis para a ajudar e para todos os cuidados que fossem necessários. Acreditem que é cada vez mais raro!!! Lembro-me que fui eu que dei entrada à senhora... não vinha bem, entretanto melhorou e posteriormente o seu estado de saúde foi-se agravando novamente - costumamos chamar-lhe as melhoras da morte, já ouviram falar? E assim, na outra noite fui eu que estive com ela na "saída" da vida...Cada vez mais me custa prestar os cuidados pós morte...!!! Como é que há quem diga que "Com o tempo vamos ficando mais insensíveis!"... insensíveis a uma morte?! Será possível...

A Srª I (lembram-se... a do sorriso?) está bem melhor, mas ainda não se levantou da camita... já há algum tempo que não tenho ficado responsável por ela, mas vou lá "visitá-la" sempre que posso!!! Será que ainda vai ter alta?!

Agora temos lá uma senhora internada com ecolalia (ou seja...está sempre a repetir a mesma frase ou palavra). É um stress ouvi-la... mas aquilo é doença não é, temos de compreender. Mas de facto, passar 8h a ouvir  "sou um rádio, sou um rádio, sou um rádio, sou um rádio, sou um rádio, sou um rádio, sou um rádio...".... não é fáciiiillll!!!!

Agora temos uma colega nova lá no serviço. Veio fresquinha em folha da escola... ainda me identifico muito com ela, apesar de já ter mais alguma (pouca!!) experiencia. Mas identifico-me nas questões mais banais, nas dúvidas eternas, no tempo que demora a fazer até a coisa mais simples...mas eu até a percebo e estou ali a 100% para qualquer dúvida. Pena que as minhas colegas que estão lá há mais tempo (tipo 2 a 3 anos), já não se lembrem de como era quando elas começaram a trabalhar e então estejão sempre a reclamar com a "lentidão e dúvidas" da colega novinha... enfim... sem comentários  não é...

Vou ficar por aqui, vou ler um dos 5 livros que comprei na feira do livro do Porto. (Sim, adoro ler... ). Também compraram livros na feira do livro??? Sugestões para as próximas compras...?

Beijos e Abraços***

 

Sinto-me: Com calor...estão 30ºC!
Música: Last night - P. Diddy e keisha cole


Segunda-feira, 21 de Maio de 2007

Sorrisos e cortinados...

No dia depois do meu clube ter ficado em segundo lugar (mas com mérito para muito mais ), ca estou eu a preparar-me para ir trabalhar 16horas seguidas...consequência de trocas de turnos para ter umas folguitas nos dias que quero. Sim, é mais cansativo e, logo, há maior probabilidade de existirem mais erros.. por isso a atenção tem de ser redobrada... mas existem vantagens, por exemplo, é mais fácil de planear as acções de enfermagem ao logo do dia e para o turno seguinte e acompanha-se o doente muito mais fácilmente...

A senhora de quem tenho falado nos ultimos dias (vou chamá-la de I.) está bem bem melhor!!! Ontem quis ouvir o relato de futebol... é benfiquista! E lá esteve ela a tarde toda de auricular nos ouvidos a dizer-me as novidades dos clubes! Ficámos as 2 resignadas pelas posiçoes dos nossos clubes, mas foi engraçado!! Ela já comunica mais, diz que já respira melhor sem oxigénio, mas ainda precisa de ajuda para se movimentar, ainda é alimentada por sonda nasogastrica (tubo que vai do nariz até ao estomago) e precisa de ajuda para mudar a fralda.O melhor de tudo...continua a sorrir para mim!!!

Uma noite destas, lá pelas 4h da manhã, as minhas colegas começaram a ouvir uns barulhos estranhos numa das enfermarias... e lá foram elas ver o que se passava! Foram encontrar uma doente de pé, em cima da cama (uma sorte não ter caído!!!). "Então minha senhora, que está a fazer em cima da cama?". Responde a senhora "Então não vê? Estou a pendurar cortinados..."... pois...as janelas do serviço bem que agradeciam uns belos enfeites, mas não ás 4h da manhã não é....

E é assim... vamos lá ver as aventuras e descompensações desta noite. Depois amanhã conto!

Beijos e Abraços!!

 

Papoilas

(De: Jovino Batista)

Sinto-me: Prestes a fazer 16 horas...
Música: James Morrison - You Give Me Something


Sábado, 19 de Maio de 2007

Entre a morte e a desorientação...

Ela sorriu... :) ela sorriu!!! A Sr ª re-internada ontem, sorriu para mim novamente... já valeu a pena o dia... é por estes pequenos momentos que vale a minha profissão!!! Ela não está melhor... receio mesmo que não vá melhorar como das outras vezes... As vezes não sei se me aproximo ou me afasto... se me aproximo sei que sofro, se me afasto é por defesa... mas não me interessa... se puder estarei sempre lá nos momentos do adeus, estarei lá para confortar o melhor que puder, mesmo que por vezes não consiga dizer nada... mas há gestos que valem por muitas acções!!!

Desde que trabalho já tive vários doentes que morreram, mas nunca consegui estar presente por muitas e varias razões... Sim, é verdade, infelizmente há pessoas que morrem sozinhas, mesmo rodeadas de gente, morrem sozinhas. Sinto que por vezes é falha nossa, mas também sei que nem sempre é culpa dos profissionais, mas do trabalho em si.

Não sei se têm noção... mas há turnos em que tenho à minha responsabilidade 10 a 11 doentes... há quem tenha mais, há quem faça noites responsável por mais de 20 doentes... e é muito difícil assim conseguir dar o acompanhamento necessário em todos os momentos... é difícil conversar com as pessoas.  Já imaginaram estar internados e não ter visitas? E as pessoas à vossa volta não terem 5 minutos para vos falar, sem ser para perguntar se têm dores, alguma queixa, ver as tensões arteriais e as temperaturas... imagino que deva ser muito deprimente ficar assim, por vezes, uma semana.   Frequentemente tento colocar-me no lugar da pessoa a quem presto cuidados, e por imaginar que seja assim tento ter um tempinho nos meus turnos para conversar um pouco, falar algo mais sem ser "o habitual". E aprende-se imenso...conhece-se pessoas com vidas espectaculares e enriquece mesmo muito. Só que este "tempinho" que tento ter é muito muito raro....há sempre imenso trabalho e bem... existem prioridades!!!

Ser enfermeiro é também um perigo... ontem um doente tentou morder a minha colega... ele pensava que estava na tropa e que o estávamos a obrigar a comer. Queria até levar-nos ao sindicato dele... pois é... o que vale é que a minha colega foi mais rápida e lá conseguiu retirar o braço a tempo!!! Depois o senhor começou a preparar-se para pontapear quem estivesse a frente... e tudo porque era hora de almoço e o senhor, que não comia desde o dia anterior, dizia que tinha fome mas que só comia o que bem lhe apetecia. Dizia "detesto sopa!!!", mas no dia anterior devorou 2 tigelas... é assim...uma pessoa desorientada por períodos ! Hoje o Sr estava bem mais calmo e orientado e lá voltou a devorar 2 tigelas de sopa! Quando em conversa com ele lhe dissemos: "Sabia que ontem tentou morder uma colega nossa?", ele responde muito admirado:" Eu? Não podia ser eu.... nem tenho dentes...!"... enfim...

Amanhã vou fazer tarde... as tardes são mais calmas... não há banhitos para dar (a não ser que um doente resolva fazer pinturas rupestres de fezes pelo seu corpo e pela cama), temos mais tempo para falar com os doentes, para fazer as coisas com calma...gosto das tardes! Fazer tarde tem a vantagem de não ter de me levantar cedo...o que melhora em 30% as minhas capacidades... ehehe ...adoro dormir! E é o que vou fazer agora... uma sestinha !! Bye ...

Beijos e Abraços!!

Eu Vou Mas Volto

(Obrigado Raul Alexandre - autor da foto).

Sinto-me: Cansadita...
Música: Michael Buble - Home


Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


tags

todas as tags

Links

blogs SAPO

subscrever feeds